• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

A Caixa Econômica Federal anunciou hoje que vai contratar 2.000 pessoas com deficiência para trabalhar em agências do banco em todo o país. A seleção deverá ser feita por meio de concurso público, que ainda não tem data para ser realizado.

No mês passado, a Justiça do Trabalho mandou a Caixa cumprir a Lei de Cotas e, para isso, contratar 2.500 pessoas com deficiência para se adequar à legislação.

O anúncio da Caixa foi feito durante cerimônia de assinatura de um contrato que dará R$ 2,5 milhões ao CPB (Comitê Paraolímpico Brasileiro). O banco estatal, que é patrocinador esportivo do CPB há mais de uma década, deve cerca de R$ 5 milhões ao comitê. A solenidade contou com a presença do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“É a primeira vez, que eu entenda, que 100% dos contratados serão pessoas com deficiência”, afirmou Guimarães. “A Caixa Econômica é o único banco que não tem os 5% [de funcionários exigidos] pela legislação de pessoas com deficiência. O governo do presidente Bolsonaro vai mudar isso.”

No início de junho, a Caixa já havia anunciado que iria começar a chamar 1.000 pessoas que passaram em um concurso de 2014 para trabalhar nas agências. Entre 50% e 75% desse total serão candidatos com algum tipo de deficiência, segundo o banco.

Banco quer demitir 3.500 funcionários

Paralelamente às contratações, a Caixa lançou um novo programa de demissão voluntária com a possibilidade de até 3.500 adesões. O público-alvo são funcionários que trabalham na matriz e em escritórios regionais do banco.

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta