• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

A sessão da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados foi suspensa por 15 minutos após a aprovação de um requerimento para inversão dos trabalhos. Com a inversão, a votação do parecer sobre a reforma da Previdência é o primeiro item da pauta. O relatório diz que a reforma é constitucional.

A confusão começou quando deputados do PT, PCdoB, PSOL e PSB se postaram à frente da mesa do presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), para questionar a derrubada de outros requerimentos e de questões de ordem da oposição.

Os oposicionistas tentam atrasar o processo de votação com diversas questões de ordem e com a apresentação de vários requerimentos. No final, parlamentares contrários ao texto cobraram a presença do relator da reforma da Previdência, delegado Marcelo Freitas (PSL-MG). Freitas registrou presença, mas não estava na sala.

Sem base articulada, governo enfrenta dificuldade

O governo tem enfrentado dificuldades para votar o parecer da reforma da Previdência na CCJ. O próprio líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), afirma que o presidente Jair Bolsonaro ainda não tem uma base formada.

“A bancada do PSL, hoje, é uma das mais infiéis ao partido. A gente sabe que boa parte deles [dos deputados] sofre pressão das redes sociais”, disse Waldir ao UOL.

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

dois × 5 =