• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

A Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) lançou nesta terça-feira (4), em São Paulo, um livro com propostas para reduzir os juros no Brasil e estimular o crescimento da economia.

“Este livro contém o nosso diagnóstico da situação. São propostas para reduzir mais rapidamente os spreads bancários”, disse Murilo Portugal, presidente da Febraban. Spread é a diferença entre os juros pagos pelos bancos para captar recursos e os juros cobrados por eles para emprestar dinheiro aos clientes.

“Não é só uma lista de problemas. São propostas concretas e factíveis para reduzir o spread e os juros”, declarou o dirigente, em almoço de fim de ano com presidentes de bancos e a imprensa.

Juros perto de 300% ao ano

Em outubro, os juros do rotativo do cartão de crédito caíram na comparação com setembro e com outubro do ano passado. Em média, os juros do rotativo passaram de 279,1% ao ano, em setembro, para 275,7% ao ano, no mês passado. Em outubro de 2017, a taxa média era de 333,1% ao ano. 

As taxas do cheque especial também apresentaram queda, mas ainda continuam num patamar elevado, na casa de 300% ao ano. No cheque especial, os juros caíram de 301,4% ao ano, em setembro, para 300,4% ao ano, em outubro. No mesmo mês do ano passado, era de 323,7% ao ano. 

Os dados são os mais recentes divulgados pelo Banco Central. Para efeito de comparação, a taxa básica de juros do país (Selic) está em seu menor patamar histórico, a 6,5% ao ano.

Campanha na TV

A Febraban começa nesta quarta-feira (5) uma campanha de mídia para explicar as propostas ao público e estimular o debate do tema com a sociedade.

“Queremos falar, mas também queremos ouvir. Será um trabalho conjunto de cooperação com a sociedade, o Executivo, o Legislativo e o Judiciário. De forma coordenada podemos conseguir baixar os juros para o Brasil crescer mais”, disse Portugal.

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

dois × três =