• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

Um Boeing 737 MAX da companhia americana Southwest, que foi transferido hoje de um aeroporto para outro nos Estados Unidos, apresentou um problema na turbina que o forçou a pousar de emergência em Orlando, Flórida, informou a Administração Federal de Aviação (FAA).

“O avião deu meia volta e pousou em segurança em Orlando”, disse a FAA. Nenhum passageiro estava a bordo da aeronave, que seria levada para Victorville, na Califórnia, onde ficaria estacionada. O organismo estatal encarregado de controlar o transporte aéreo anunciou que abriu uma investigação sobre o ocorrido.

A FAA proibiu o voo de todos os Boeing 737 MAX após dois acidentes fatais ocorridos nos últimos meses, mas autorizou este tipo de transferências de um aeroporto para outro.

A Southest disse que o avião teve um problema com uma turbina “logo após a decolagem”.

“A tripulação seguiu o protocolo e pousou em segurança no aeroporto” pouco antes das 15h, horário local, disse um porta-voz, observando que o avião seria enviado às instalações de manutenção em Orlando para revisão técnica.

Este incidente é um novo golpe para o Boeing 737 MAX após os dois acidentes fatais com o modelo.

Em 10 de março, um 737 MAX 8 da Ethiopian Airlines caiu logo após a decolagem, matando 157 pessoas. Em 29 de outubro de 2018, outro 737 MAX 8, da empresa indonésia Lion Air, caiu no mar de Java, matando todos os 189 passageiros e tripulantes a bordo.

Essas duas tragédias, que têm semelhanças, levaram as autoridades de todo o mundo a suspender a operação dessas aeronaves.

Nesta terça-feira (26), a Boeing realizou voos de teste do seu 737 MAX para avaliar uma reparação do sistema identificado como causa potencial dos dois acidentes recentes.

Como é o teste de um avião novo, que inclui até queda de barriga

UOL Notícias

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

3 × três =