• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

A demissão de Joaquim Levy da presidência do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) foi uma “covardia sem precedentes”, afirmou Rodrigo Maia (DEM-RJ). Em evento promovido pelo canal BandNews na manhã desta segunda-feira (17) em São Paulo, o presidente da Câmara dos Deputados criticou o ministro Paulo Guedes.

“Uma pena [o país] ter perdido um nome como o Joaquim Levy. Em especial, a forma como ele saiu foi uma covardia sem precedentes”, declarou Maia. “Não digo nem do presidente [Jair Bolsonaro], digo de quem nomeou, que é o ministro da Economia [Paulo Guedes].”

Levy deixou o BNDES no último domingo (16) após desentendimentos com a equipe econômica de Bolsonaro. Segundo Maia, era de responsabilidade de Guedes “garantir o equilíbrio dessas relações”.

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta