• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), disse nesta terça-feira (4) que está estudando mudanças na reforma trabalhista. Segundo ele, a atual legislação trabalhista está dificultando empregar no Brasil.

Bolsonaro também falou que pretende apresentar uma proposta de reforma da Previdência “com chances de ser aprovada” pelo Congresso e que é “bastante forte a tendência de a reforma ser fatiada”. A ideia, disse, é “aumentar a idade mínima [para a aposentadoria] em dois anos para todo mundo”, mantendo a diferença de idade para homens e mulheres. 

“Não podemos deixar o Brasil virar a Grécia. Partidos falaram que estão dispostos a votar ‘sim'”, disse. O presidente eleito participou nesta terça de reuniões com partidos políticos. 

Leia também:

Reforma trabalhista

Aprovada em novembro do ano passado, a reforma trabalhista foi a mais profunda mudança na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) desde sua criação, em 1943, no governo Getúlio Vargas.

Bolsonaro avaliou que a reforma já teve um reflexo positivo, com a queda no número de ações na Justiça do Trabalho.

Ele também afirmou que a extinção do Ministério do Trabalho, anunciada na véspera pelo futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, não vai afetar os trabalhadores. “Nenhum trabalhador vai perder seu direito nem ser prejudicado se não tiver ministério”, disse. 

De acordo com Marcos Pereira, presidente do PRB, Bolsonaro disse na reunião com o partido que a reforma trabalhista está sendo bem recebida e que há pontos a serem aprofundados, mas não especificou quais. 

(Com Reuters)

Como a reforma trabalhista afeta a sua vida?

UOL Notícias

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

dezoito + cinco =