• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

O governo brasileiro não exercerá o poder de veto a que tem direito no processo de venda da Embraer para a norte-americana Boeing, informou a Presidência da República nesta quinta-feira (10).

“O presidente [Jair Bolsonaro] foi informado de que foram avaliados minuciosamente os diversos cenários, e que a proposta final preserva a soberania e os interesses nacionais. Diante disso, não será exercido o poder de veto ao negócio”, afirma a nota da Presidência.

Apesar de a Embraer ter sido privatizada na década de 1990, o governo brasileiro detém uma “golden share” na empresa, um tipo de ação especial que dá poder de veto em decisões estratégicas.

Pouco antes, Bolsonaro usou sua conta no Twitter para anunciar que a União não iria se opor ao andamento do negócio entre as duas fabricantes de aeronaves. O presidente publicou uma foto de uma reunião com diversas autoridades na qual foi tratada a venda da Embraer.

“Reunião com representantes da Defesa, da Ciência e Tecnologia, Relações Exteriores e Economia sobre as tratativas entre Embraer (privatizada desde 1994) e Boeing. Ficou claro que a soberania e os interesses da nação estão preservados. A União não se opõe ao andamento do processo”, escreveu o presidente.

(Com Reuters)



[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

14 + 3 =