• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial no país, foi de 0,32% em janeiro, após alta de 0,15% em dezembro. No acumulado de 12 meses, o IPCA teve alta de 3,78%. O resultado está dentro do limite da meta do governo, de manter a inflação em 4,25% no ano, com uma tolerância de 1,5 ponto para cima ou para baixo, ou seja, pode variar entre 2,75% e 5,75%.

As informações foram divulgadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (8).

A inflação oficial de 2018 foi de 3,75%, dentro da meta do governo. Para 2019, economistas consultados pelo Banco Central estimam inflação de 3,94%.

Alimentos puxaram alta

Os preços de alimentos e bebidas tiveram forte influência no resultado da inflação registrada em janeiro, com aumento de 0,9%. Segundo o IBGE, foram destaques de alta:

  • feijão-carioca: +19,76%
  • cebola: +10,21%
  • frutas +5,45%
  • leite longa vida: +2,1%
  • carnes +0,78% 

Já o tomate teve queda de 19,46%, apontou o instituto. “A redução nos preços do tomate está relacionada à rápida maturação do produto, o que aumentou sua oferta no mercado”, afirmou Pedro Costa, analista do IPCA. 

Aluguel e condomínio sobem

A pesquisa apontou alta de 0,24% no grupo habitação. Segundo o IBGE, houve aumento no aluguel residencial (0,42%) e no condomínio (0,77%). O gás encanado subiu 3,53%. A conta de luz, por outro lado, ficou 0,13% mais barata. 

Roupas tiveram queda

Segundo o IBGE, o grupo vestuário foi o único que registrou queda nos preços. A redução foi de 2% em roupas femininas, 1,06% no vestuário infantil e de 0,99% nas roupas masculinas. “Se pegarmos os últimos anos, vemos que em dezembro há uma alta nos preços desse grupo, por causa das vendas no natal, e liquidações em janeiro”, disse Costa.

Juros x inflação

Para tentar controlar a inflação, o Banco Central pode usar a taxa de juros. De modo geral, quando a inflação está alta, o BC sobe os juros para reduzir o consumo e forçar os preços a cair. Quando a inflação está baixa, o BC derruba os juros para estimular o consumo.

Na última quarta-feira (6), o Comitê de Política Monetária do BC decidiu manter a taxa de juros em 6,5% ao ano, menor nível da história (o Copom foi criado em 1996).

Por que a inflação no nosso bolso parece maior do que a inflação oficial?

UOL Notícias

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

20 − quatro =