• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

Há quem diga que podem até falar mal, contanto que falem da gente. O caso da comunicação da Empiricus protagonizada pela Bettina e seus mais de R$ 1 milhão em economias mostra que não é bem assim que isso funciona.

A enxurrada de reações negativas à Empiricus, alimentada por um sem-número de memes (com certeza você deve ter recebido pelo menos um deles), foi resultado de uma série de erros, a começar pela estratégia de mídia utilizada.

O YouTube é o maior player de vídeo digital do mundo e sua maior qualificação, como de tudo que é digital, é a possibilidade de segmentar e entregar as mensagens mais adequadas a cada grupo de consumidor.

Para alguns, interessa uma mensagem mais técnica, com foco já no tipo de investimento que será feito. Para outros, é preciso primeiro explicar a importância de investir. E há muitos que sequer têm essa possibilidade agora, mas que podem vir a pensar nisso no futuro.

O que vimos foi uma campanha aberta para atingir o maior número de pessoas, independentemente do perfil. Como se fosse uma mensagem no “Jornal Nacional”, mas dentro da internet.

O texto escolhido para Bettina também foi um grande erro. A mensagem não tem contexto, não vende produto ou serviço, mas sim um sonho, ou uma mágica, muito distante e fora de mão para os brasileiros impactados. E a campanha, pior, não mostra como foi possível multiplicar esse capital.

Eles queriam atingir o maior número de pessoas, mas o tiro saiu pela culatra –inclusive com o “vídeo-resposta“, que mostra Bettina, os memes e seu “desabafo”.

Claro que a publicidade lida com sonhos e desejos, mas ela tem que ter fundamentos. Nesse caso, o que se tenta é uma mensagem mágica, que não se sustenta e não oferece nenhuma garantia.

Outros players do setor financeiro, como a XP, têm oferecido uma comunicação que explica como investir –esse deveria ser o foco para o consumidor nesse caso.

Na prática, a ideia de atingir um público muito grande com uma única mensagem tornou a Bettina muito mais conhecida. Ela pode dar autógrafos e tirar selfies na rua, se assim o desejar.

Mas, para a Empiricus, não podemos afirmar se tamanho “sucesso” gerou ou não resultado, os famosos leads (cliques de pessoas interessadas nos seus serviços).

Se tiver gerado, será que ficou próximo do volume investido –ou mesmo da fortuna de Bettina?

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

4 × dois =