• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

Se a indústria dos games é maior do que a de filmes e a da música juntas, imagina o quão maior ela é se comparada a de publicidade.

O Festival de Cannes, maior evento da publicidade mundial, já entendeu isso. É visível o aumento de inscrições e prêmios entregues a campanhas que colocam os grandes games como protagonistas.

O principal prêmio (Grand Prix) da categoria Social & Influencer, por exemplo, foi para a rede de lanchonetes norte-americana Wendy’s, com o case “Keeping Fortnite Fresh“. A ação usou a máquina de fãs do game mais jogado atualmente a favor de uma marca.

Em uma ideia que foge do formato tradicional de anúncios in-game, o trabalho coloca a Wendy’s como “creator” da cena de game-streaming e, é claro, contribui para a cultura do jogo.

Lançamentos da Ubisfot

Outros dois cases envolvendo games gigante chamam a atenção –mas, desta vez, sem marcas “anunciando” dentro deles. O que vemos, aqui, são dois trabalhos da própria Ubisoft, que há tempos vem construindo boas estratégias de lançamento.

Um deles é a campanha de realidade aumentada, com um poderoso storytelling, para o lançamento de The Division 2.

O outro é um curioso projeto de conteúdo, envolvendo os NPC (non playable caracters). A ação traz, de forma bem-humorada, um paralelo com os dias atuais onde não apenas os “protagonistas” se expressam. Confira (em inglês):

Existem outros cases com referências a games sendo premiados no Festival de Cannes este ano. Mas esses três exemplos são sinais de uma tendência inevitável para os próximos anos.

Buscando formas criativas de utilizar um game ou criando uma campanha de lançamento de um novo título, marcas como Ubisoft e Activision podem vir a ser, num futuro bem próximo, as empresas mais premiadas do festival. O tempo dirá.

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta