• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou hoje em São Paulo que o presidente Jair Bolsonaro vai encampar publicamente a reforma da Previdência “depois do Carnaval”. O ministro, que rebateu a afirmação de que o governo está sem articulação no Congresso, previu para junho a aprovação das mudanças. “Se tudo correr bem, Deus há de querer, em junho [estará aprovada] nas duas Casas.” 

Onyx rebateu declaração de ontem do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que cobrou do governo clareza em sua relação com o Congresso. Ele lembrou que o governo conseguiu derrotar Renan Calheiros (MDB) na disputa pela presidência do Senado “Muitos tentaram e não conseguiram”, afirmou Onyx em evento do BGT Pactual.

O ministro admitiu, no entanto, que a articulação precisa de ajustes e que o presidente precisa se engajar na campanha pela reforma previdenciária. “A gente tem a humildade de entender que há um tempo para maturar”, disse. “Não tenho nenhuma dúvida que depois do Carnaval ele [Bolsonaro] vai botar o peito n’água, porque a presença dele nesse debate é fundamental.”

Para Onyx, depois da reforma o governo vai “resolver o déficit primário em dois anos”, atraindo investimento internacional e reduzindo as desigualdades. “O Brasil vai dormir no dia 31 de dezembro de 2019 e vai acordar em 1 de janeiro de 2020 pertinho da Nova Zelândia, Austrália”, afirmou. “A hora que garantirmos a previsibilidade vai sobrar emprego no Brasil.”

O ministro também brincou com a comparação que se faz de Bolsonaro com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Para Onyx, a comparação é outra: “Bolsonaro é o Ronald Reagan brasileiro”.

Entenda a proposta de reforma da Previdência em 10 pontos

UOL Notícias

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

cinco × 4 =