• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

O senador Major Olimpio (PSL-SP), presidente do diretório estadual do partido, disse nesta segunda-feira (18) que a possível saída de Gustavo Bebianno do cargo de secretário-geral da Presidência da República não deve alterar o cenário para aprovação de reformas, como a da Previdência, e o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

“A substituição ou não de um ministro não vai modificar em absolutamente nada a correlação de forças, na necessidade e na abrangência dessas reformas”, disse Olímpio. “As causas e necessidades do país são muito maiores do que substituir um ministro ou não. O governo não pode perder o seu alinhamento com o seu projeto de recuperação do país.”

Na visão de Olímpio, o momento agora é de “apaziguar”. Ele disse também que é “uníssono” entre parlamentares do PSL o desejo de “serenar”.

O senador negou também que haja movimento de migração para um novo partido que será criado com a sigla UDN (União Democrática Nacional), a mesma liderada por Carlos Lacerda no período democrático anterior à ditadura militar.

“O que precisamos no partido é de união e não de união democrática nacionalista, só união, a democrática nacionalista nós estamos dispensando, literalmente”, disse.

Guedes diz que Previdência é fábrica de desigualdades

UOL Notícias

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

quatro × 2 =