• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

A Tim, a Telefonica e a Claro apresentaram uma oferta vinculante pelas atividades móveis da Oi no Brasil, informou a empresa italiana neste sábado (18).

Na última quarta-feira (15), o Conselho da Tim havia autorizado que o CEO da empresa desse andamento ao pedido.

Pouco antes, no dia 11, a Tim (que opera no país como Tim Brasil) e a Telefonica (que gerencia a Vivo), através de suas controladas brasileiras, haviam apresentado ao Bank of America Merril Lynch, o consultor financeiro da Oi, o seu interesse em iniciar as negociações para a aquisição conjunta do grupo, de maneira total ou em parte.

Em caso de fechamento da operação, precisava uma nota, “cada um receberá uma parte das atividades”. A Oi, que em junho de 2016 havia apresentado um pedido de proteção falimentar no valor de US$ 19 bilhões, a maior da história do Brasil, é o quarto operador no mercado telefônico brasileiro. No primeiro trimestre do ano, registrou uma receita de líquida em queda de 7% na comparação com o mesmo período de 2019.

A oferta das empresas “fica sujeita a algumas condições” e “em particular, está sujeita às condições de que os ofertantes devem ser reconhecidos na qualidade de “stalking horses” (primeiros proponentes), com a atribuição do direito de igualar eventuais outras ofertas que deverão ser apresentadas no curso do processo de venda”, destaca uma nota do grupo italiano.

O comunicado ressalta que, caso o acordo seja concluído, “poderá levar aos acionistas e aos clientes graças ao crescimento previsto, às sinergias esperadas e ao melhoramento da qualidade do serviço”, explica a Tim, segundo a qual “prevê-se que a iniciativa contribuirá ao desenvolvimento e à competitividade do setor de telecomunicações no Brasil”.

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

2 × dois =