• admin
  • Economia
  • Nenhum comentário

[ad_1]

O número de investidores na Bolsa brasileira nunca foi tão grande. No fim de março eram 982,7 mil CPFs registrados., o maior número desde o início da série história em 2002. A expectativa é que este número chegue a 1 milhão de pessoas até o final de abril.

Não é nada comparado com economias maduras. É menos de 1% dos brasileiros contra mais da metade da população dos que investe em ações nos EUA. Mas, pelo menos, o número está crescendo. Em janeiro de 2018 eram 642 mil investidores, uma expansão de mais de 50% em pouco mais de 1 ano.

Não faltarão oportunidades de ganho com ações. Apesar da turbulência política, é razoável supor que a reforma da previdência será aprovada e a economia deve ter desempenho melhor em 2019 do que em 2018.

Tem gente acreditando nisso. Até o dia 15 de abril foram investidos R$ 4,64 bilhões por pessoas físicas na bolsa. Em contraste, os investidores institucionais aplicaram R$ 1,45 bilhão e os investidores estrangeiros retiraram R$ 2,17 bilhões.

Ainda há muito espaço para o valor das ações subir, algo de no mínimo 30% a 50% de expansão, comparado com o pico da Bolsa em maio de 2008, corrigido pela inflação. Mas vale o alerta para quem está chegando. É preciso algum apetite para risco e não enjoar em montanha russa.

[ad_2]

Source link

Author: admin

Deixe uma resposta

4 × cinco =